Postagens

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA A QUARESMA DE 2018

Imagem
«Porque se multiplicará a iniquidade,
vai resfriar o amor de muitos» (
Mt 24, 12)

Amados irmãos e irmãs! Mais uma vez vamos encontrar-nos com a Páscoa do Senhor! Todos os anos, com a finalidade de nos preparar para ela, Deus na sua providência oferece-nos a Quaresma, «sinal sacramental da nossa conversão»,[1] que anuncia e torna possível voltar ao Senhor de todo o coração e com toda a nossa vida. Com a presente mensagem desejo, este ano também, ajudar toda a Igreja a viver, neste tempo de graça, com alegria e verdade; faço-o deixando-me inspirar pela seguinte afirmação de Jesus, que aparece no evangelho de Mateus: «Porque se multiplicará a iniquidade, vai resfriar o amor de muitos» (24, 12). Esta frase situa-se no discurso que trata do fim dos tempos, pronunciado em Jerusalém, no Monte das Oliveiras, precisamente onde terá início a paixão do Senhor. Dando resposta a uma pergunta dos discípulos, Jesus anuncia uma grande tribulação e descreve a situação em que poderia encontrar-se a comuni…

HOMILIA DO SANTO PADRE - Lima

Imagem
 Lima - Base Aérea Las Palmas Domingo, 21 de janeiro de 2018


HOMILIA «Levanta-te e vai a Nínive, à grande cidade, e apregoa nela o que Eu te ordenar» (Jon 3, 2): com estas palavras, o Senhor dirige-se a Jonas encaminhando-o para aquela grande cidade, que estava prestes a ser destruída pelos seus muitos malefícios. No Evangelho, vemos também Jesus a caminho da Galileia para pregar a sua Boa Nova (cf. Mc 1, 14). Ambas as leituras nos mostram Deus em movimento para as cidades de ontem e de hoje. O Senhor põe-Se a caminho: vai a Nínive, à Galileia, a Trujillo, a Puerto Maldonado, a Lima... O Senhor vem aqui. Põe-Se em movimento para entrar na nossa história pessoal e concreta. Como celebramos há pouco [no Natal], Ele é o Emanuel, o Deus que quer estar sempre connosco. Sim, aqui em Lima ou onde quer que estejas a viver, na vida quotidiana do trabalho rotineiro, na educação esperançosa dos filhos, no meio dos teus anelos e desvelos; na intimidade do lar e no ruído ensurdecedor das nossas estra…

Papa Francisco alerta para atividades que destroem a Amazónia - Peru

Imagem
Noticia Agência Ecclesia O Papa Francisco alertou hoje na capital do Peru para as atividades que destroem a Amazónia, condenando a corrupção e a discriminação de populações indígenas, num discurso a autoridades políticas e diplomáticas. “As atividades informais de mineração tornaram-se um perigo que destrói a vida das pessoas; as florestas e os rios são devastados com toda a sua riqueza. Todo este processo de degradação envolve e favorece a organizações fora das estruturas legais, que degradam tantos dos nossos irmãos e irmãs, submetendo-os ao tráfico de seres humanos – nova forma de escravatura –, ao trabalho irregular, à delinquência”, denunciou, no Palácio do Governo de Lima. Depois de ter passado a manhã na localidade amazónica de Puerto Maldonado, no sudeste do país, Francisco encerrou o seu segundo dia no Peru perante responsáveis políticos, representantes da sociedade civil e membros do corpo diplomático. O discurso do Papa advertiu para as consequências da ação humana, que te…

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos - 2018

Imagem
A tua dextra, Senhor, esplendorosa de poder  (Ex 15,6)
Preparado e publicado em conjunto pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos
e Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial de Igrejas



TEXTO BÍBLICO PARA O ANO DE 2018
Êxodo 15, 1-21 Então Moisés cantou com os filhos de Israel este cântico ao Senhor. Disseram: “Quero cantar ao Senhor, ele se sobreexaltou! Cavalo e cavaleiro precipitou no mar. Minha força e meu canto é o Senhor. Para mim ele foi salvação. É ele o meu Deus, eu o louvarei, o Deus de meu pai, eu o exaltarei. O Senhor é um guerreiro. Seu nome é o Senhor. Carros e forças do faraó no mar os precipitou. A flor de seus escudeiros no mar dos juncos pereceu. Os abismos os recobrem. Desceram, qual pedra, ao fundo. A tua destra, Senhor, esplendorosa de poder, a tua destra, Senhor, esmaga o inimigo. Com soberana grandeza abates os teus adversários. A chama do teu furor os devora como restolho. Ao sopro de tuas narinas, as águas se amontoaram, as ondas se ergu…

Viagem Apostólica do Papa Francisco ao Chile, ENCONTRO COM SACERDOTES E CONSAGRADOS

Imagem
ENCONTRO COM SACERDOTES E CONSAGRADOS DISCURSO DO SANTO PADRE Catedral de Santiago , Terça-feira, 16 de janeiro de 2018
Queridos irmãos e irmãs, boa-tarde! Estou feliz por participar neste encontro convosco. Gostei do modo como o Card. Ezzati vos apresentou: «Aqui estão... aqui estão as consagradas, os consagrados, os presbíteros, os diáconos permanentes, os seminaristas…» Aqui estão. Fez-me recordar o dia da nossa Ordenação ou Consagração em que, depois da apresentação, dissemos: «Aqui estou, Senhor, para fazer a vossa vontade». Neste encontro, queremos dizer ao Senhor: «Aqui estamos» para renovar o nosso «sim». Queremos renovar, juntos, a resposta à vocação que um dia alvoroçou o nosso coração. E, para isso, creio que nos pode ajudar a passagem do Evangelho que escutamos, compartilhando três momentos de Pedro e da primeira comunidade: Pedro e a comunidade abatidos, Pedro e a comunidade tratados com misericórdia e Pedro e a comunidade transfigurados. Jogo com o binómio Pedro-comunidade,…

Viagem Apostólica do Papa Francisco ao Chile

Imagem
EUCARISTIA PELA PAZ E JUSTIÇA
HOMILIA DO SANTO PADRE Santiago - Parque O’Higgins - Terça-feira, 16 de janeiro de 2018
«Ao ver a multidão…» (Mt 5, 1): nestas primeiras palavras do Evangelho que acabamos de ouvir, encontramos a atitude com que Jesus quer vir ao nosso encontro, a mesma atitude com que Deus sempre surpreendeu o seu povo (cf. Ex 3, 7). A primeira atitude de Jesus é ver, fixar o rosto dos seus. Aqueles rostos põem em movimento o entranhado amor de Deus. Não foram ideias nem conceitos que moveram Jesus; foram os rostos, as pessoas. É a vida que clama pela Vida, que o Pai nos quer transmitir.
Ao ver a multidão, Jesus encontra o rosto das pessoas que O seguiam; e o mais interessante é que elas, por sua vez, encontram, no olhar de Jesus, o eco das suas buscas e aspirações. De tal encontro, nasce este elenco de Bem-aventuranças, o horizonte para o qual somos convidados e desafiados a caminhar. As Bem-aventuranças não nascem duma atitude passiva perante a realidade, nem podem nasce…

Falecimento Pe Manuel Durães, ex diretor das OMP de Portugal

Imagem
É com profundo pesar que as Obras Missionárias Pontifícias - Portugal (OMP) tomaram conhecimento do falecimento do P. Manuel Durães Barbosa, CSSp. Serviu a missão sobretudo em Portugal, ao serviço da educação e formação de espiritanos. Foi superior provincial entre 1982 e 1987, e Diretor das Obras Missionárias Pontifícias, entre 2000 e 2011, sempre colaborando com todos e com grande entusiasmo pela Missão. Foi ainda missionário no Brasil.
As OMP na Guarda dão graças a Deus pela vida dedicada à Missão do Pe Manuel Durães Barbosa, de modo particular pelo carinho, atenção e empenho com que sempre acompanhou e apoio os jovens missionários voluntários do Guard'África, estando unidos em oração a todos os familiares e membros da Congregação do Espírito Santo.